Da Redação

Imagem: Lane Silva

O projeto “Mães da Quarentena”, da artista baiana Amanda Rosa, estreou neste domingo (09), Dia das Mães, às 12h, com “Dança do Viver”, um clipe musical sobre o poder de gerar a vida no canal do YouTube da Afro TV Brasil. O canal é uma startup de conteúdo audiovisual e agência criativa com foco no mercado afro-brasileiro, de periferia e outros aspectos da diversidade.

Nos próximos domingos, 16, 23 e 30 de maio, serão publicados os relatos das mulheres mães Laísa Gabriela, Belle Damasceno e Danielle Onawale, sobre as dores e aconchegos da maternidade na pandemia, no Instagram da Afro TV (@afrotvbr). O lançamento da música tem como objetivo ser um movimento onde mães podem se apoiar, trocar saberes e criar registros audiovisuais sobre a realidade em isolamento.

“Mães da quarentena é uma iniciativa que nasce a partir da música que escrevi ainda nos primeiros meses de vida do meu filho, sobre o meu tornar-se mãe e as descobertas que isso trouxe para minha vida”, diz Amanda.

A obra foi gravada com apoio do projeto Asé Orin. A produção musical é assinada por Marcelo Santana do AquaHertz Estúdio com arranjos do baixista Ejibo, que além de músico, é pai de um dos bebês do projeto Mães da Quarentena e a direção é do cineasta Tiago Rocha.

Através do rap, dos ritmos afro baianos e de escrevivências poéticas, Amanda traz, na sua música, reconexão ancestral e caminho para autonomia. Desde 2014, se apresenta em batalhas de freestyle. Em 2019, lançou seu primeiro single “Essa Ideia Tá Falida” e no mesmo ano lançou “Lama é Casa”, em parceria com a MC DelaRua.

A artista se prepara para lançar, ainda em 2021, o EP intitulado “Trilogia: A Filha Revolta”, o projeto reúne composições que marcaram sua carreira nos últimos oito anos. A música “Oxe Não Se Bote”, que integra o EP, foi premiada na categoria Melhor Música com Letra no Festival de Música da Educadora FM.