São 25 vagas, destinadas a jovens entre 17 e 23 anos em situação de vulnerabilidade e risco social, que desejam se profissionalizar no campo artístico

Texto e Imagem: Divulgação

Estão abertas até a próxima segunda-feira (9) as inscrições para a 10ª turma do Programa de Formação de Palhaço para Jovens (FPJ), da associação Doutores da Alegria.

São 25 vagas destinadas a jovens entre 17 e 23 anos, em situação de vulnerabilidade e risco social, que já tenham concluído o Ensino Fundamental ou estejam matriculados na rede pública de ensino e desejam se profissionalizar no campo artístico. Os selecionados receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 630, para custear transporte e alimentação.

O programa tem duração de dois anos, com início das aulas presenciais previsto para 13 de março, de segunda a sexta-feira, das 9h às 13h, na sede da associação (Rua Alves Guimarães, 73, no bairro de Pinheiros, em São Paulo). A frequência é obrigatória, sendo necessário o mínimo de 75% de presença para manutenção da bolsa-auxílio e certificação.

Além da faixa etária e escolaridade, outros critérios incluem: renda per capita de até R$ 522 ou familiar de até três salários-mínimos vigentes e o aluno não estar matriculado em nenhum outro curso de longa duração.

O interessado deve ainda enviar um currículo contendo dados pessoais, comprovante de renda familiar, número de pessoas que moram em sua casa, grau de instrução, cursos ou trabalhos anteriores e aptidões ou experiências artísticas (não obrigatórias); e uma carta de interesse informando por que gostaria de participar do programa. O envio pode ser feito para o e-mail fpj@doutoresdaalegria.org.br ou pelo Correio, para o endereço: Rua Alves Guimarães, 73 – Pinheiros – São Paulo SP – CEP 05410 -000.

Seleção

O processo se inicia com uma pré-seleção, que compreende a análise de documentação, checagem dos critérios de participação e, posteriormente, entrevistas e atividade prática com os candidatos. Após o cumprimento destas etapas será definida a lista dos 25 participantes. A divulgação dos pré-selecionados e selecionados será feita somente pelos canais oficiais da associação (site e redes sociais).

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas no e-mail fpj@doutoresdaalegria.org.br pelo telefone (11) 3061-5523 e através do edital de seleção, disponível no site oficial da associação.

Programa de Formação de Palhaço para Jovens (PFPJ)

Iniciado em 2004, o PFPJ já formou mais de 280 jovens, incentivando e criando ferramentas para que eles próprios implementem projetos e soluções sociais e culturais nas comunidades onde moram, promovendo acesso à cultura de boa qualidade e transformação social. Além de oferecer repertório artístico cultura e inserção desses jovens no mercado de trabalho.

Em 2018, uma avaliação de impacto realizado pelo Instituto Para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) apontou resultados importantes, entre eles: 95% dos alunos relataram impacto em formação artística e repertório cultural; 87% em desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, autonomia e consciência sobre suas potencialidades; 85% em visão crítica sobre a sociedade e o papel social do artista e do palhaço.

A avaliação também mostrou crescimento na renda mensal média de cada participante e no percentual de sua contribuição para o orçamento familiar.

Responsável pela iniciativa, a associação Doutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que propõe a arte como mínimo social, ou seja, como uma das necessidades básicas para o desenvolvimento digno do ser humano, assim como alimentação, saúde, moradia e educação. O grupo introduziu a arte do palhaço no universo da saúde, intervindo junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos.

Atualmente, desenvolve o Programa de Palhaços em 12 hospitais de São Paulo e Recife. No Rio de Janeiro, com o projeto Plateias Hospitalares, mantém uma programação artística permanente e diversa em sete hospitais.

O trabalho da associação, gratuito para os hospitais, é mantido por doações de empresas e de pessoas físicas, tanto por recursos próprios quanto por recursos advindos por meio das leis de incentivo fiscal. Os recursos das contribuições permitem a continuidade e a expansão das atividades e da estrutura do grupo, a realização de atividades de formação, oficinas e o aprimoramento técnico dos artistas. Informações sobre como doar, também podem ser encontradas no site.