Em jantar com tema África, no ‘Jogo de Panelas’, participante escureceu o corpo e foi criticado pela apresentadora

Por Daiane Oliveira

Imagem: Reprodução TV Globo

Nesta segunda-feira (23), o participante Anderrupson, que praticou blackface durante participação do quadro ‘Jogo de Panelas’, no Mais Você da Rede Globo, utilizou o espaço para pedir desculpas e afirmar que praticou o racismo de forma inconsciente. O participante lembrou que em suas redes sociais se mobiliza contra o racismo e pediu “desculpa a todo o Brasil, aos movimentos que tratam dessas pautas”, afirmando que ficou “muito envergonhado e arrependido”.

O episódio onde o participante escureceu o corpo com tinta foi ao ar na última sexta-feira (20). No momento a apresentadora do programa Mais Você, Ana Maria Braga, interrompeu o quadro apontando a prática como incorreta. “A gente está tentando esclarecer aqui para que isso não ocorra nas festas, nos lugares em que você for. É um comportamento que não deve mais se repetir”, disse a apresentadora.

O jantar tinha como tema “Um passeio pela África com toques de brasilidades”, quando Anderrupson apareceu na casa de Felipe, o participante que promovia o encontro, com a pele pintada. Após o episódio, internautas apontaram o racismo da prática.

O blackface é uma prática racista, que ocorre quando pessoas brancas se pintam de preto. Saiba mais no vídeo abaixo:

Outro participante do Jogo de Panelas já foi acusado de racismo em 2016

A 21ª edição do “Jogo de Panelas”, no ano de 2016, também gerou polêmica com um dos participantes acusado de racismo. Ainda no começo da edição, o primeiro participante ao preparar o jantar, William, escolheu o tema “Sexo Oposto”, mas além da questão de gênero, o rapaz achou uma boa ideia se vestir da personagem “nega maluca”.

Com o corpo e rosto pintados de preto e trejeitos caricatos, William reproduziu o estereotipo com a prática do blackface. Ao falar da escolha do tema, William disse que pensou na diversidade: “Tudo da diversidade traz a alegria”.