O evento, que será realizado no dia 7 de maio no Pelourinho, conta com nomes como Cássia Valle, Nelson Maca, Lande Onawale e Hamilton Borges

Texto: Divulgação

O escritor, ator e integrante do Bando de Teatro Olodum Ednaldo Muniz vai promover no próximo domingo (7) um Sarau literário em comemoração ao aniversário de um ano do lançamento do seu primeiro livro solo: Se7e Passos de Ameixa. O evento gratuito será realizado às 17h, no restaurante Roma Negra, no Pelourinho (Largo do Cruzeiro de São Francisco).

O sarau contará com as intervenções de convidados da cena literária, como Nelson Maca, Hamilton Borges, Lande Onawale, Giovane Sobrevivente, Fabrícia de Jesus, Cássia Valle e o músico e compositor Jarbas Bittencourt. A mestra de cerimônia será a educadora Tarry Cristina.

O livro Se7e Passos de Ameixa foi desenvolvido com o financiamento da Reaja Editora, através de Hamilton Borges, um dos fundadores do movimento “Reaja ou será morta, reaja ou será morto”, e tem a capa assinada por Thiago Castro.

A produção literária reúne 70 poemas que têm como pano de fundos três décadas de reflexão do autor, que aborda, de maneira simples, assuntos presentes no nosso dia a dia, e coloca em evidência a ancestralidade da população negra.

“Se7e Passos de Ameixa é um livro dedicado às velhas senhoras griôs, anciãs, que trazem a resistência e a sabedoria na memória, marcada na pele preta enrugada, que remete à imagem de uma ameixa vetusta. Sete são as irmãs de sangue, sete é o mês que nasci, sete formam o total do meu igbá, sete é o número associado ao itan (mito) de Ogum, orixá da tecnologia, das guerras e da abertura dos caminhos”, destaca Muniz.

Além de promover sessões de autógrafos em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro, desde o lançamento, Se7e Passos de Ameixa já circulou em diversas feiras e eventos literários, como a Flipf (Feira Literária Internacional de Praia do Forte), Fligê (Feira Literária de Mucugê), Flipelô (Feira Literária Internacional do Pelourinho), Flica (Festa Literária Internacional de Cachoeira) e a Flipa (Festa Literária do Polivalente de Amaralina), além do Cooperifa  (SP), Sarau do Cabrito, no Subúrbio Ferroviário de Salvador e o projeto Culinária Musical, do afro chef Jorge Washington.