A família também mantinha um projeto de criação de quelônios no local, a Polícia suspeita de pistoleiros

Da Redação

No último domingo (9), foram encontrados os corpos de três pessoas de uma mesma família de ambientalistas. Dois deles foram encontrados ao lado da casa onde a família morava, a polícia local acredita que as mortes aconteceram há pelo menos três dias, devido ao estado de decomposição. Eles viviam na área rural de São Félix do Xingu, no sudeste do Pará, às margens do Rio Xingu, onde mantinham um projeto de criação de quelônios, o corpo da mulher estava às margens do rio.

De acordo com a Polícia Civil, que instaurou um inquérito para investigar o caso, todos foram encontrados pelo filho do casal. As vítimas são pai, mãe e filha, identificados inicialmente como “Zé do Lago”, Márcia e Joene, respectivamente.

Como munições foram encontradas no local das mortes, a principal suspeita é que o crime tenha sido cometido por pistoleiros, mas nem suspeitos nem motivação foram identificadas até o momento.