Por Daiane Oliveira

Imagem: Reprodução

Quatro homens são procurados por atearem fogo em uma mulher trans no Rio de Janeiro, na noite de sábado (10). A jovem Beatriz Sttefany Vilella Vicente, 18 anos, que atua como profissional do sexo na região teve o cabelo queimado. O fogo destruiu as fibras das tranças e não chegou a causar lesões na pele.

Em um vídeo que circula na internet é possível ver um homem no banco de carona do carro chamando a jovem, apertando uma lata de spray e em seguida acendendo um isqueiro propagando o fogo que atingiu o cabelo de Beatriz Sttefany Vilella Vicente. Outra amiga da vítima que se aproximava do carro não chegou a ser atingida. O vídeo, gravado pelos autores do crime, mostra o carro saindo do local em alta velocidade e muitas risadas por parte dos ocupantes.

Em entrevista ao jornal O Globo, a jovem relatou que não conhecia os homens no carro, mas que eles tinham passado antes pelo local xingando as mulheres e depois foram embora. As mulheres prestaram depoimento na delegacia, onde o caso foi registrado como tentativa de lesão corporal e injúria por preconceito. A Polícia Civil busca reconhecer o homem que acendeu o isqueiro e quem mais estava no carro na hora do crime.