Da Redação
Imagem: Reprodução

Viralizou neste final de semana um vídeo de 2021 divulgado pelo “Canal Enerto”, onde o ex-piloto Nelson Piquet se refere ao também piloto Lewis Hamilton com uma expressão racista. No vídeo, Piquet chama o heptacampeão de “neguinho” ao comentar um acidente que envolveu o inglês e Max Verstappen, namorado de sua filha, durante o Grande Prêmio de Silverstone de Fórmula 1, na Inglaterra.

Ele criticou o fato de Hamilton não ter tirado o pé do acelerador na primeira volta do Circuito de Silverstone. “O neguinho meteu o carro e não deixou [o outro piloto desviar]. O Senna não fez isso. O Senna saiu reto. O neguinho deixou o carro porque não tinha como passar dois carros naquela curva. Ele fez de sacanagem. A sorte dele foi que só o outro se fud** [Verstappen]. Fez uma put* sacanagem”, disse.

A fala de Piquet aconteceu em julho, quando Hamilton e Verstappen disputavam a ponta da competição, que resultou na vitória do holandês.

Na manhã de hoje Hamilton comentou o caso nas redes sociais. Em uma série de tweets falou da importância de se mudar a mentalidade.

“É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Fui cercado por essas atitudes e alvo a vida toda. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação”

O caso tem tido forte repercussão internacional, a Fórmula 1, a FIA e a Mercedes emitiram nota condenando a liguagem utilizada pelo ex-piloto brasileiro. “Linguagem discriminatória ou racista é inaceitável de qualquer forma e não deve fazer parte da sociedade. Lewis é um embaixador incrível do nosso esporte e merece respeito”, diz trecho da nota da Fórmula 1.