Da Redação
Imagem: Reprodução

Foi assassinado no último domingo (10) o escritor e capoeirista dominicano Leuvis Manuel Olivero, de 38 anos. O caso repercutiu na internet, porque Leuvis tinha, entre seus 11 livros publicados, um em homenagem à vereadora Marielle Franco, intitulado “Memória Viva”.

O crime aconteceu quando ele caminhava em uma rua da Tijuca, no Rio de Janeiro, e está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios do Rio. Segundo testemunhas, os tiros partiram de um carro.

O escritor nasceu na República Dominicana, mas tinha cidadania americana, e vivia no Brasil há quase 10 anos, onde teve um filho. Atualmente, morava com uma namorada brasileira. Amigos da vítima fizeram um protesto no lugar onde o crime ocorreu neste domingo (17) pedindo empenho das autoridades na solução do caso.