50 adolescentes foram baleados em 2023 na Região Metropolitana de Salvador

Dados do Instituto Fogo Cruzado apontam perfil e circunstâncias das vítimas. Dos 50 baleados, foi possível identificar racialmente 19 deles: todos eram pessoas negras

Dados do Instituto Fogo Cruzado apontam perfil e circunstâncias das vítimas. Dos 50 baleados, foi possível identificar racialmente 19 deles: todos eram pessoas negras

Da Redação

Imagem: Reprodução/Ilustrativa

Três adolescentes foram baleados em apenas uma semana, na Grande Salvador (BA). Dois deles morreram.

Um dos casos aconteceu no dia 29 de outubro, quando um jovem de 17 anos que trabalhava como entregador de pizza foi morto durante uma operação policial no subúrbio de Salvador. Os outros dois adolescentes baleados tinham 14 anos, um deles foi atingido no dia 30 de outubro, na localidade de Jaguaribe, bairro de Cajazeiras, a outra foi baleada e morta no último sábado (4), no município de Madre de Deus.

Os registros são do Instituto Fogo Cruzado, que com esses dados chega ao marco de 50 adolescentes baleados em Salvador e Região Metropolitana, apenas em 2023.

O balanço total compreende o período de 1º de janeiro a 5 de novembro, e aponta que dos 50 adolescentes baleados, 37 foram mortos e 13 ficaram feridos. A maioria das vítimas era homem. Dos 43 homens, 33 foram mortos e 10 feridos. Seis mulheres foram baleadas: quatro foram mortas e duas feridas. Um adolescente ferido não teve o gênero identificado. O levantamento mostra ainda que, dos 50 baleados, foi possível identificar racialmente 19 deles: todos eram pessoas negras.

Dos 50 adolescentes baleados, 12 foram atingidos durante operações policiais: seis morreram e seis ficaram feridos. Quatro adolescentes foram baleados em meio a disputas entre grupos armados: dois foram mortos e dois ficaram feridos.

Agosto e setembro foram os meses de maior ocorrência desses casos: foram oito adolescentes baleados em cada mês. Em agosto, cinco adolescentes foram mortos e três feridos, e em setembro o quadro se repetiu, também com cinco adolescentes mortos e três feridos. Atrás de agosto e setembro, maio aparece como o mês em que mais adolescentes foram baleados, foram registrados sete casos: cinco adolescentes mortos e dois feridos. Não há registro de adolescentes baleados no mês de abril.

Com esses números, Salvador lidera o ranking dos municípios de maior incidência da violência armada em adolescentes:

● Salvador: 30 baleados – 20 mortos e 10 feridos

● Camaçari: 7 adolescentes baleados – 5 mortos e 2 feridos

● Dias D’ávila: 3 adolescentes baleados – 2 mortos e 1 ferido

● Mata de São João: 3 adolescentes mortos

● Candeias: 2 adolescentes mortos

● Lauro de Freitas: 2 adolescentes mortos

● Madre de Deus: 2 adolescentes mortos

● São Sebastião do Passé: 1 adolescente morto

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *