O projeto Estúdio África selecionou 10 fotógrafas baianas para residência artística com a premiada fotógrafa do Mali

Texto: Divulgação

Imagem: Fatoumata Diabaté

A premiada fotógrafa do Mali, Fatoumata Diabaté, internacionalmente reconhecida como um dos nomes mais importantes da fotografia contemporânea, veio ao Brasil pela primeira vez participar do Projeto Estúdio África, em Salvador (BA).

O projeto de intercâmbio, formação, montagem e circulação no campo da fotografia africana já passou por duas etapas. Depois de selecionar 10 fotógrafas baianas para residência artística com Fatoumata, foi promovida uma aula sobre a estética da fotografia africana, ministrada pela antropóloga e idealizadora do projeto, Goli Guerreiro.

Na sequência, as fotógrafas selecionadas passaram por formações com a fotógrada para a criação dos seus próprios estúdios de rua, inspirados no trabalho artístico da malinesa, Le Studio Photo de la Rue. Nele, Fotoumata monta um estúdio de rua, recriando a estética dos grandes mestres da fotografia africana dos anos 1950 e 60, e convida os transeuntes que passam pelo local para serem retratados em estúdio estilizado e com uma atmosfera retrô. Os trabalhos foram levados no dia 1 de outubro para a Praça Castro Alves, centro histórico da cidade.

“Vir ao Brasil com meu Studio Photo de la Rue, e em particular para Salvador, é um sonho realizado! Conhecer a cultura afro-americana, aproximar a cultura do Mali e a cultura brasileira… Só concebo meu trabalho por meio de trocas e compartilhamento, foi isso que me orientou e estimulou desde sempre”, destaca Fatoumata Diabaté.

A próxima etapa do projeto acontece todo sábado entre 05 de novembro e 03 de dezembro, com o Festival Estúdio África. A cada sábado, uma dupla de fotógrafas monta seu estúdio em diferentes pontos da capital e interior, retratando a população do entorno durante o dia.

“Nossa intenção é difundir de forma mais ampla e popular um conhecimento sobre a África contemporânea como um campo de produção artístico e cultural extremamente atraente e promissor, porém muito pouco conhecido no Brasil”, destaca Goli.

O projeto Estúdio África: Conexão Mali-Bahia é uma realização da Ana Camila Comunicação & Cultura e conta com a parceria do Consulado Geral da França em Recife e da Prefeitura de Salvador, e com o apoio financeiro do Estado da Bahia através do Fundo Cultura, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.