Audiência Pública e Marcha por Justiça à Elitânia de Souza e vítimas de feminicídio acontecem em Cachoeira (BA)

A jovem de 25 anos foi assassinada pelo ex-namorado e tornou-se símbolo na luta contra o feminicídio de mulheres negras

A jovem de 25 anos foi assassinada pelo ex-namorado e tornou-se símbolo na luta contra o feminicídio de mulheres negras

Texto e Imagem: Divulgação

Assassinada pelo ex-namorado em novembro de 2019, na cidade de Cachoeira (BA), Elitânia de Souza se tornou símbolo da luta pelo fim da violência contra mulheres negras. Após quatro anos do seu assassinato, será realizada nesta quinta-feira, 23, às 13h30, a “Audiência Pública – A omissão do Estado no combate à violência doméstica e ao feminicídio na Bahia”, no Cineteatro Cachoeirano, na cidade de Cachoeira. Após o ato, os presentes seguirão pelas ruas da cidade em marcha pedindo justiça por Elitânia e todas as vítimas de feminicídio.

A audiência e a marcha fazem parte da agenda coletiva da Semana Elitânia de Souza – Pela Vida das Mulheres Negras, que ocorre desde 2020 com o objetivo de denunciar as constantes situações de violência a qual mulheres negras estão inseridas. 

Em sua 4ª edição, a Semana  é organizada pela Articulação de Mulheres do Engenho da Ponte, Coletivo Angela Davis, Instituto Odara, Núcleo de Mulheres do Rosarinho, Rede Elas Negras Conexões, Rede de Mulheres Negras do Nordeste e ONG Tamo Juntas. A articulação também faz parte da II Jornada pela Vida das Mulheres Negras, organizada pela Rede de Mulheres Negras do Nordeste. 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *