A equipe Afirmativa com muito pesar lamenta o falecimento precoce de Baga de Bagaceira, mestre em comunicação pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e atualmente doutorando em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). 

Baga era nossx colega e companheirx de lutas, e faleceu  aos 28 anos na última sexta-feira (10) com suspeita de ser mais uma vítima da Covid-19 no Hospital Regional Dantas Bião em Alagoinhas (BA), sendo sepultado no mesmo município. 

Mais uma trajetória de sonhos e luta interrompida, Baga era ativista LGBTQI + e era em si um corpo político insubmisso e provocador em essência. Sua vivência e andanças eram proporcionais a competência com o qual pesquisava intelectualmente o que vivia diariamente. 

Para amigxs, parentes e pessoas próximas fica o aprendizado deixado por elx, e o compromisso de manter sua luta viva.

“A palavra mais forte que a gente pode pensar sobre nossos corpos é resistência “, Baga de Bagaceira

 

A Bagaceira não pode parar, descanse em paz Baga

 

Foto: Bárbara Lima