O evento também contará com  stand-up comedy, performance artística e o som de Tulani Massai

Por Patrícia Rosa

Imagem: Divulgação

O Bar da Pri, em Salvador (BA) recebe nesta sexta-feira (01), às 18h30, mais uma edição do evento,  “Boteco Brasileiro de Política de Drogas”.  Com o mês da visibilidade lésbica, o tema da roda de conversa é:  “E por acaso eu não sou uma mulher?” – Lesbianidade negra e acesso a direitos. O debate terá  pautas importantes para a comunidade,  como a interseccionalidade de raça, gênero, sexualidade e território, e as demandas de lésbicas negras atuantes em diversas áreas no território baiano.

Para a  roda de conversa, foram convidadas, lésbicas negras, como a educadora social e  integrante da Rede de Mulheres de Terreiro, Andira Mawusi; a artivista, tatuadora e uma das fundadoras do Coletiva Breja, Bruna Bastos; a ativista há mais de 40 anos do Movimento Negro na Bahia e fundadora do Odara – Instituto da Mulher Negra, Valdecir Nascimento e a ativista social e militante pela causa das pessoas com deficiência, Tâmara Nery. A mediação da conversa ficará com conta  da produtora cultural da Iniciativa Negra, Adriele do Carmo.

As sapatonas presentes poderão conferir  a coletânea Erótica: versos lésbicos, livro que reúne poemas de 80 mulheres lésbicas e bissexuais do Brasil. A noite segue  animada com o   show de stand-up comedy com Diana Lelis e performance artística de Jack Elesbão. A música ficará por conta de Tulani Massai,  cantora  do bloco Filhas de Gandhy.

O evento é promovido pela  Iniciativa Negra, e se trata de uma série de encontros que tem como objetivo, colocar a pauta da política de drogas, direito à saúde, redução de danos, cuidado, segurança pública, educação e assistência social.O Bar da Pri fica localizado na R. do Passo, número 6, Santo Antônio Além do Carmo, Salvador(BA).