A biomédica coordenou a equipe responsável pelo sequenciamento do rastreamento do genoma do Coronavírus, em fevereiro de 2020

Por Patrícia Rosa

A cientista Jaqueline Goes, de 33 anos, foi a vencedora da terceira edição do prêmio “Inspiradoras 2023”, na categoria Mulheres na Ciência. A biomédica  baiana, coordenou a equipe responsável pelo sequenciamento do rastreamento do genoma do Coronavírus, em fevereiro de 2020,  48 horas após a confirmação do vírus da Covid – 19, no Brasil. A premiação aconteceu na noite do último dia 19 de setembro.

A categoria visa reconhecer mulheres atuantes na área científica e acadêmica, que desenvolveram experimentos que viabilizaram mudanças para sociedade. Também concorreram ao prêmio as cientistas Gabriela Bailas e Ana Beatriz Rodrigues.

Em uma das suas redes sociais, a cientista agradeceu a premiação, ela destacou que se sente muito honrada com o prêmio. “Esse é o resultado de um trabalho longo: agora já fazem 14 anos que me dedico à ciência. Principalmente, porque a gente nunca para de pensar naquele projeto, experimento, artigo ou estudante sob a nossa responsabilidade. Ser mulher na ciência  brasileira não é simples, mas são  momentos como esse que me fazem lembrar  o quanto vale a pena.”

Jaqueline é graduada em biomedicina na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. É  mestra em biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa pelo Instituto de Pesquisa Gonçalo Moniz e  doutora em Patologia Humana e Experimental pela Universidade Federal da Bahia.  

O Prêmio Inspiradoras é uma iniciativa de Universa em parceria com o Instituto Avon. O objetivo é  descobrir, reconhecer e dar maior visibilidade a mulheres que se destacam na luta para transformar a vida das brasileiras.