Da Redação

A edição de 2022 do Prêmio Pritzker, considerado o mais importante na área de arquitetura, anunciou nesta terça-feira (15) pela Fundação Hyatt, entidade que atribui o prêmio, o nome de Diébédo Francis Kéré como vencedor. Nascido em Burkina Faso, Keré tem 56 anos e é o primeiro africano a receber um Pritzker, premiação que acontece desde 1979.

O arquiteto tem um trabalho que promove a sustentabilidade em todos os seus projetos, entre os quais estão escolas, um campus, uma clínica e uma ópera. Integração de materiais e mão-de-obra locais também é uma marca registrada da sua produção, envolvendo as comunidades que acolherão os edifícios que desenha em todo o processo sempre que possível. Quando trabalha na África, o recurso a materiais de baixo custo é outro padrão que costuma seguir em seus projetos.

Na edição deste ano, o júri foi presidido pelo vencedor do Pritzker 2016, o arquiteto chileno Alejandro Aravena, contando também com o diplomata brasileiro André Aranha Lago; o professor de História de Arte Barry Bergdoll; o jurista Stephen Breyer; o professor e arquiteto Wang Shu; a curadora Manuela Lucá-Dazio e as arquitetas Deborah Berke, Kazuyo Sejima e Benedetta Tagliabue.