O Programa funcionará com orientação a projetos identificados com “práticas decoloniais”, para a terceira edição da Bienal Black Brazil. As inscrições vão até o dia 30 de abril.

Texto: Divulgação

Imagem:  Daniela Vignoli

Estão abertas até o dia 30 de abril de 2023 as inscrições para a Residência Artística Online – Pensamento Crítico Decolonial nas Práticas Artísticas. A iniciativa é da Black Brazil Art em parceria com a Museo de la Mujer de Costa Rica e apoio da International Association of Women’s Museums.

O Programa funcionará com orientação a projetos prontos ou em andamento e tem por objetivo selecionar propostas claramente identificadas com “práticas decoloniais”, para a terceira edição da Bienal Black, prevista para 2024 no Rio de Janeiro. As vagas são limitadas.

Artistas, educadores, curadores, pesquisadores, coletivos, ativistas e outros profissionais das artes residentes no Brasil e exterior podem inscrever suas ideias e projetos para serem executados na 3ª Bienal Black Brazil. A taxa tem valor único de R$ 346,50, e a inscrição pode ser feita através da plataforma Sympla.

Os artistas selecionados serão orientados através de mentorias específicas que possam ajudar a aprimorar suas ideias sob a perspectiva de um olhar macro, transnacional, além de seu senso de lugar, dedicando tempo à experimentação sobre o tema Fluxos (in) Fluxo – Transitoriedade.

O período da Residência Online vai do dia 4 de maio ao dia 22 de junho de 2023 e prevê oito encontros. As aulas serão transmitidas via plataforma Zoom. Além disso, para ajuda de custo, serão oferecidas duas bolsas, cada uma no valor de mil reais, ao artista individual ou coletivo, que tenha uma proposta inédita e original para a 3ª Bienal Black. Todos os participantes receberão certificado.

A aula inaugural acontece no dia 3 de maio, às 19h, pelo canal do YouTube da Black Brazil Art, e será conduzida pela professora, pesquisadora e curadora Claudia Mandel-Katz que falará sobre “Gênero e Práticas Estéticas Decoloniais na América Latina e Caribe”. Claudia será uma das mentoras nesta residência ao lado de Patricia Brito (RS-SC), Julio Pereyra (Uruguai), Martha Kazungu (Uganda) e Priscila Costa (SC).

A Black Brazil Art é uma empresa independente de gerenciamento de artes com sede na região Sul. Desde 2004 está envolvida na curadoria, desenvolvimento e gestão de artes visuais e eventos culturais nacionais e internacionais, projetos e exposições de arte, seleção de obras de arte, consultoria em projetos de artes e residências. A empresa entre seus focos o mapeamento da produção artística de mulheres negras, buscando equilibrar narrativas e oportunidades dentro e fora do país.