Exposição homenageia Ogan Bangbala, o mais antigo em atividade do Brasil

A exposição ficam em exibição tem entrada gratuita e fica no Centro Cultural dos Correios  até o dia 28 de setembro

Texto: Divulgação

A exposição “Vida na Fé – Matriz Africana – edição Bangbala” chega ao Centro Cultural dos Correios no Rio de Janeiro (RJ) no dia 27 de julho. A exposição contará com fotos, artigos, vestimentas e uma ambientação cênica que remeterá ao templo religioso do ogan mais antigo em atividade no país, o Ogan Bangbala. O evento tem entrada gratuita e fica no Centro Cultural dos Correios  até o dia 28 de setembro, de terça a sábado, das 12h às 19h.

O principal objetivo da iniciativa é fomentar o entendimento intercultural, celebrar a diversidade e destacar a influência fundamental dessas matrizes na formação da cultura brasileira. A exposição celebra a edição Ogan Bangbala, prestando homenagem a Luiz Angelo da Silva, de 105 anos, dos quais 98 foram dedicados à religiosidade.

Luiz Angelo da Silva é uma figura crucial na construção e pavimentação de grandes terreiros tradicionais no Rio de Janeiro e Salvador, sendo o ogan alagbê mais antigo vivo no Brasil e ainda em atividade. Em novembro de 2014, Ogan Bangbala foi agraciado com a medalha de Comendador pela presidente Dilma Rousseff, uma honraria da Ordem do Mérito Cultural.

Um documentário sobre a vida e a obra de Ogan Bangbala também será lançado no dia 27 de julho. A obra é dirigida por Fábio França e pelo Babalorixá Anderson Bangbose.

“Este documentário, mais do que um mero registro, é um rito à persistência do espírito humano e à riqueza das tradições afrodescendentes. Através dele, somos levados a uma jornada que começa na tenra infância de Bangbala e nos guia pelos terreiros históricos de Salvador e do Rio de Janeirol”, celebra Fábio França.

Sobre a exposição, o Babalorixá e curador Anderson Bangbose afirma que ela é mais do que uma exibição, é um convite para mergulhar nas raízes culturais africanas e celebrar a resiliência e a beleza da cultura afro-brasileira. O curador convida o público a vivenciar a emocionante jornada de histórias, símbolos e personagens que continuam a moldar a identidade cultural brasileira.

SERVIÇO:

Período: 27 de julho a 28 de setembro

Dias de exibição: Terça a sábado da 12h às 19h

Local: Centro Cultural Correios, rua Visconde de Itaboraí 20, Centro, Rio de Janeiro – RJ.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress