Festival tem como objetivo pensar rotas por onde os filmes circulam e a realização do cinema independente na Bahia e no Brasil

Texto: Divulgação 

Imagem: Acervo ZUMVI – O Levante da Memória

Entre os dias 31 de março e 04 de abril de 2021 acontece a primeira edição do Festival FLUXO-FIXO de cinema. Compõem a programação filmes baianos e de outros estados, somando ao todo 25 obras. A exibição dos filmes acontece de forma online e gratuita através do site https://fluxofixo.com.

O festival surgiu das ideias e conversas do pesquisador Fabio Rodrigues Filho e da produtora Thamires Vieira, ambos egressos da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). O objetivo principal do evento é a tentativa de pensar, em rede e coletivamente, como continuar a produzir cinema e construir um espaço de co-irrigação e troca de experiências de continuidades. “Podemos entender caminhos como exemplos de continuidades. Portanto, nessa primeira edição não se trata de responder a questão central (como continuar), mas de oferecer uma perspectiva de exemplos, uma interligação de caminhos, um mapa provisório para continuarmos criando e gestando a realidade com o cinema”, afirmam os coordenadores do FLUXO-FIXO.

‘Como continuar?’ É a pergunta guia desta primeira edição do Festival. Para pensar as formas de dar continuidade ao fazer cinema. A programação do FLUXO-FIXO oferece uma série de exemplos organizados em três linhas curatoriais: A-fluências, In-fluências e Con-fluencias. A programação do festival propõe, assim, um mapa entrecruzando as três linhas, apresentando os filmes em sessões de estudo de circulação, mostras especiais, programas sobre processos de criação de jovens realizadores, etc.

Os filmes ficam disponíveis durante cinco dias após sua data de estreia e tem curadoria assinada por Maria Dolores Rodriguez, Leandro Santos, Thamires Vieira e Fabio Rodrigues. Também compuseram a comissão de curadoria, em regime de colaboração, as pesquisadoras Ana Luísa Coimbra e Izabel de Fátima Melo.

O Festival FLUXO-FIXO tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

 

SERVIÇO:

Festival FLUXO-FIXO

De 31 de março a 4 de abril de 2021

Online e gratuito

Mais informações: https://fluxofixo.com

Instagram: @fluxofixofestival