O homem ficou por cerca de três horas na calçada, a Secretaria Municipal de Saúde alegou que o homem pediu para fora da unidade e declarou que os funcionários foram demitidos

Por Patrícia Rosa

Imagem: Prefeitura do Rio

Um homem negro com  deficiência foi deixado na última segunda-feira (10), no chão e do lado de fora do  Hospital Municipal Pedro II (RJ). O paciente tem as  duas pernas amputadas, estava com sonda e usava fraldas.

A situação foi registrada em vídeo pelo vigilante Mauro Sérgio Novaes, que declarou à reportagem do RJTV que o homem ficou cerca de três horas na calçada do hospital, “de 07h30 da manhã até 11 horas.Foi o maqueiro que me botou aqui”, afirmou.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro se pronunciou por nota, afirmando que há um processo de apuração dos fatos e declarando que os funcionários que deixaram o paciente na calçada na frente da unidade, foram demitidos. A pasta afirmou que o homem foi deixado no hospital por um abrigo sem nenhuma indicação de atendimento médico:

“O serviço social tentava articulação com uma instituição de acolhimento para recebê-lo, quando outros funcionários atenderam o pedido do usuário para ser levado pra fora pois ele se negava a permanecer no hospital, informando que teria alguém para levá-lo.”

O paciente foi levado para o hospital, onde ficará aguardando uma vaga em um abrigo da  da Prefeitura do Rio de Janeiro.