De acordo com o Ministério Público do Ceará, o homem utilizava o fato de ser obreiro para atrair as crianças para ensaios de louvor na sua casa

Por Patrícia Rosa

Imagem: Reprodução TV Gazeta

A justiça condenou um homem a 57 anos de prisão e quatro meses pelo crime de estupro de vulnerável contra três crianças na cidade de Morrinhos (CE). Todas as vítimas eram menores de 14 anos, uma delas é sobrinha do acusado, que era obreiro de uma igreja evangélica da cidade.

De acordo com informações do Ministério Público do Ceará, o primeiro caso de abuso sexual foi descoberto após uma das vítimas contar sobre a violência que sofreu para uma prima de seis anos. Após a descoberta do primeiro crime outros casos semelhantes começaram a vir à tona.

“O homem utilizava o fato de ser obreiro para atrair as crianças para ensaios de louvor na sua casa, que ficava ao lado da igreja, e lá praticar os abusos. O sentenciado oferecia doces, dinheiro e ameaçava as meninas para que não contassem sobre o ocorrido” declarou por nota, o Ministério Público.

A condenação foi decretada no último dia 5 de outubro. De acordo com o MP, o réu, que não teve o nome divulgado, foi condenado inicialmente em regime inicialmente fechado e sem direito de recorrer em liberdade.