Loja de Caetité divulga um anúncio de emprego com exigência racista e misógina: ‘Solteira, sem filho e que se declare da cor branca’

A família do lojista diz que não se responsabiliza pelo ocorrido e pede que que as medidas cabíveis sejam tomadas

A família do lojista diz que não se responsabiliza pelo ocorrido e pede que que as medidas cabíveis sejam tomadas

Da Redação 

Uma loja localizada na cidade de Caetité (BA), fez uma postagem de uma vaga de emprego nas suas redes sociais com exigências racista e misóginas. A SD Presentes fez a publicação, nesta quinta-feira (25).Na publicação o estabelecimento requisitava que a candidata a vaga tivesse no mínimo 18 anos e que fosse: “Solteira, sem filho, que se declare da cor branca, expressiva e dócil”.

Após a repercussão negativa da postagem, a loja apagou a postagem. O nome do dono do estabelecimento não foi divulgado. O Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial de Caetité (Compirc) emitiu uma nota, onde repudia qualquer ato ou ação de intolerância, discriminação e preconceito.

“Este Conselho estará de pé e atuante frente ao caso supramencionado, tomando todas as medidas legais e cabíveis para que a justiça seja feita e o culpado, seja punido, seremos sempre contrários às práticas discriminatórias, enfileirando-nos em defesa dos direitos constitucionalmente resguardados”, afirmou o Órgão.

A Revista Afirmativa entrou em contato com o estabelecimento, que não respondeu até a publicação desta matéria. O filho do proprietário da SD Presentes se manifestou por meio de nota enviada ao Portal Radar 030. Alan Vinicius da Silva afirma que discorda da prática do pai.

“Nada temos com a conduta do meu genitor, nos responsabilizamos tão somente por nossos atos e rogamos para que as medidas cabíveis sejam tomadas, a fim de que práticas como essa não se repitam”, afirmou Alan.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *