A ação faz parte do “Março por  Marielle e Anderson”, que conta com diversas atividades em defesa do legado da  vereadora e pela punição dos responsáveis pelo crime 

Da Redação / Fotografia: Mayara Donaria

O Instituto Marielle Franco, criado pela família da  vereadora, abriu um chamado para ONG’s, coletivos, associações, sindicatos e indivíduos que  queiram participar da Agenda Colaborativa de Ações. A atividade faz parte da programação do  #MarçoPorMarielleEAnderson – movimento criado pelo Instituto para lembrar o crime ocorrido  em 14 de março de 2018.

O objetivo é formar uma ampla rede de ações, realizadas no Brasil e no mundo, em memória de  Marielle e Anderson e pela punição dos responsáveis pelo crime, que completa 3 anos de  impunidade. Para participar da Agenda Colaborativa de Ações, a organização ou indivíduo deve  cadastrar sua atividade no link: institutomariellefranco.org/3-anos.

A Agenda acolhe tanto atividades nas redes sociais e mundo virtual (lives, posts, vídeos, fotos,  animações, músicas, poemas etc), quanto em ambientes físicos (faixas, grafites pinturas de rua,  placas na janela, discursos em parlamentos etc). A ideia é que cada organização ou indivíduo use

sua criatividade e faça sua homenagem, colaborando para ampliar as vozes que perguntam:  quem mandou matar Marielle e Anderson e por quê?

Uma das orientações do Instituto é que as ações por justiça para Marielle e Anderson sejam feitas  sem aglomerações, com segurança e todos os cuidados necessários diante da pandemia que se  mantém de forma preocupante.