Evento online e gratuito abordará a filantropia negra no Brasil e globalmente, além das consequências e ações pós-pandemia

Texto e Imagem: Divulgação

O Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE) – em parceria com a The WISE Fund e com o patrocínio da Aegea Saneamento e Instituto Aegea – realiza mais uma edição do “Mês da Filantropia Negra” (Black Philanthropy Month – BPM). O evento acontece no dia 4 de agosto, das 9h30 às 11h30. 

Com o tema “Força – A urgência do agora! Do sonho à ação”, o Mês da Filantropia Negra tem como objetivo produzir e disseminar reflexões e conhecimentos sobre toda a diversidade da comunidade negra, levando em consideração gênero, nacionalidades e, também, dar destaque aos líderes da diáspora africana.

O evento será um espaço dedicado à troca de conhecimentos, saberes, modos de fazer e práticas –  como grantmaking -, a fim de jogar luz à filantropia negra brasileira, seu contexto histórico e particularidades, além de refletir sobre a importância da filantropia e do investimento social brasileiro como promotor e fomentador de iniciativas e ações afirmativas de equidade racial.

No encontro haverá o lançamento do Estudo sobre Filantropia Negra Global (“Global Black Funding Equity Index”), ação pioneira que pretende fazer um levantamento sobre a filantropia negra no mundo e do Prêmio da Filantropia Negra Global, que irá reconhecer organizações, associações e/ou investidores que melhor representem os 10 Princípios Globais da Filantropia Negra.

O evento brasileiro contará com a mesa “A filantropia negra do século XXI: os aprendizados do passado e os desafios do hoje”, conduzida por Aline Odara, do Fundo Agbara; além de um painel com a participação de expoentes do Investimento Social Privado (ISP) no tema da Equidade Racial como a Irmandade da Boa Morte de Cachoeira; Selma Dealdina, da Coordenação Nacional de Articulação de Quilombos (CONAQ); Giovanni Harvey, do Fundo Baobá; Helena Theodoro, do ELAS+; e Maurício Rocha, do Instituto Feminismos Plurais.

O evento conta ainda com o apoio do Instituto Unibanco e do Fundo Baobá. A programação foi elaborada por um grupo de trabalho que reuniu Globo, ELAS+, Fundação Ford, Fundação Tide Setubal, Fundo Agbara e J.P. Morgan.

“Estamos muito felizes em apoiar o Mês da Filantropia Negra, um evento que trata de um tema tão importante e que está totalmente alinhado às causas da atuação de impacto social da Aegea. Desde 2018, o Instituto Aegea, núcleo de inteligência socioambiental da empresa, é membro do GIFE e estamos sempre avaliando estabelecer parcerias e compromissos para temas relevantes, como o da equidade racial” diz Édison Carlos, presidente do Instituto Aegea.

Para Cássio França, secretário-geral do GIFE, organizações do terceiro setor trabalham para buscar soluções que respondam aos desafios e demandas sociais, contribuindo, assim, para uma sociedade menos desigual, sustentável, democrática e mais solidária e, por isso, promover a equidade racial parece essencial.

Além do evento de abertura do Mês da Filantropia Negra no dia 4 de agosto, outras ações acontecerão ao longo do mês. Em breve, mais informações.

Sobre o Mês da Filantropia Negra

Movimento iniciado nos EUA em 2011, fundado pela Dra. Jacqueline (“Jackie”) Copeland (The WISE Fund), com o objetivo de investir em ações concretas para a inclusão social de pessoas negras.

O evento mobiliza cerca de 17 milhões de pessoas em iniciativas ao redor do mundo, em mais de 40 países. Nas edições de 2020 e 2021, contou com mais de 1.500 participantes de 30 países ao longo de todo o mês, além do engajamento de mais de 1 milhão de pessoas via mídias sociais.

SERVIÇO:

Evento: “Mês da Filantropia Negra”

Horário: das 9h30 às 11h30

Página do evento: https://mailchi.mp/gife/bpm2022