Com o tema “Queremos Nossa Juventude Negra Viva!”, a programação se estende até o dia 31 de agosto com palestras por diversas escolas da cidade

Texto: Divulgação

Imagem: Polêmica Paraíba

Na última segunda-feira (8), o Movimento Negro de Campina Grande deu início ao XI Seminário Agosto Negro Para Igualdade Racial – AGPIR, que segue com programação até o dia 31. O tema que marca os 11 anos da atividade é “Queremos Nossa Juventude Negra Viva!”

O Movimento Negro Campinense foi criado no dia 8 de novembro de 1986, a partir da realização do Primeiro Encontro Afro-Brasileiro Campinense, realizado no Museu Histórico de Campina Grande. Somando 35 anos de luta por igualdade racial e combate ao racismo estrutural, o movimento promove desde palestras em escolas públicas a passeatas contra o genocídio da juventude negra e pela efetivação das Leis 10.639/03 e 11.645/08 – estabelecem a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena no currículo oficial da Rede de Ensino.

De acordo com estudos do Datasus do Ministério da Saúde de 2014, Campina Grande aparece como o 26º município onde se mata mais jovens negros no Brasil. O objetivo da atividade é combater o genocídio da população negra e levar o ensino da História da África, Cultura Afro-Brasileira e dos Povos Originários nesta edição que irá acontecer em 20 escolas estaduais, IFPB, UFCG e Teatro Municipal Severino Cabral.

Programação

A programação do Seminário teve início no dia 8 de agosto com a palestra Educando Para Combater o   Genocídio da Juventude Negra, na Escola Cidadão Integral Severino Cabral. No decorrer da semana o tema também foi discutido na Câmara Municipal da cidade, e foram realizadas ainda palestras temas como racismo ambiental, feminicídio e violência racial contra mulheres negras. O AGPIR também dedicou uma atividade ao Dia Internacional dos Povos Indígenas, celebrado no dia 9 de agosto.

Nesta quinta-feira (11), a Escola Cidadã Integral Técnica Doutor Elpídio de Almeia, às 7h30, e a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Poetisa Vicentina Vital do Rêgo, às 10h, recebem a palestra “O Papel da Juventude Contra o Feminicídio, Homofobia e Racismo”.

Confira abaixo a programação completa:

Dia 12- Dia Internacional da Juventude\Escola Cidadã Integral Professor Raul Córdula.

7:30h-Palestra: Queremos Nossa Juventude Negra Viva!

Dia 12- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Poetisa Vicentina Vital do Rêgo.

7:40h-Palestra: Educando Para Combater o Genocídio da Juventude Negra.

19h- Palestra: A Violência Urbana e o Genocídio da Juventude Negra de Campina Grande.

Dia12- Escola Cidadã Integral Professor Anésio Leão.

10h-Palestra: Educando Para Combater o Genocídio da Juventude Negra.

Dia 12- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio São Sebastião.

14h-Palestra: Feminicídio e Violência Racial Contra as Mulheres Negras.

Dia 12- Escola Cidadã Integral Monte Carmelo.

15h-Palestras: Capoeira na Formação da Cidadania e Combate ao Racismo.

Teatro Negro e Lutas Antirracistas.

Dia 15- Escola Estadual de Ensino Fundamental e  Médio Clementino Procópio.

10h-Palestra: Educando Para Combater o Genocídio da Juventude Negra.

15:30h-Palestra: Resistência Negra e Racismo Ambiental.

Dia 15- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Senador Humberto Lucena.

9:30h-Palestra: Feminicídio e Violência Racial Contra as Mulheres Negras.

15:30h- Palestra: Queremos Nossa Juventude Negra Viva!

19h- Palestra: Literatura Negra e Lutas Antirracistas na Vida do Poeta Arnaldo França Xavier.

Dia 17- Escola Cidadã Integral Doutor Hortêncio de Souza Ribeiro (PREMEN).

10h-Palestra: Ciência, Tecnologia e Filosofia na História das Civilizações Africanas.

Dia 19-Escola Estadual de Ensino Fundamental Maria Emília Oliveira de Almeida.

7:30h-Palestra: Ciência, Tecnologia e Filosofia  na  História das Civilizações Africanas.

Dia 23- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Dom Luiz Gonzaga.

 9:30h-Palestra: O Papel   da   Juventude   Contra o Feminicídio, Homofobia e Racismo.

19h-Palestra: Intolerância Religiosa e Violência Racial Contra o Povo de Santo.

Dia 23- Escola Cidadã Integral Professor Itan Pereira.

7:50h-Palestras: Ciência, Tecnologia e Filosofia na História das Civilizações Africanas.

Intolerância Religiosa e Violência Racial Contra o Povo de Santo.

Dia 23-Escola Cidadã Integral Irmã Joaquina Sampaio.

9:30h-Palestra: Racismo Estrutural e Enfrentamento ao Genocídio da Juventude Negra.

Dia 24- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Antônio Guedes de Andrade.

9:30h-Palestra: Queremos Nossa Juventude Negra Viva!

Dia 24- Escola Cidadã Integral Solon de Lucena.

8h-Palestra: Queremos Nossa Juventude Negra Viva!

Dia 25- Escola Cidadã Integral Assis Chateaubriand.

8h-Palestra: Queremos Nossa Juventude Negra Viva!

Dia 25- Escola Cidadã Integral Nenzinha Cunha Lima.

10h-Palestra:  Teatro Negro e Lutas Antirracistas.

Dia 26- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Senador Argemiro de Figueiredo.

10h- Palestra: Feminicídio e Violência Racial Contra as Mulheres Negras.

Dia 26-Escola Normal  Estadual  Padre Emídio Viana Correia.

7h-Palestra: Queremos Nossa Juventude Negra Viva!

15:30h-Palestra: Capoeira na Formação da Cidadania e Combate ao Racismo.

19h-Palestra: Literatura Negra e Lutas Antirracistas na Vida do Poeta Arnaldo França Xavier.

Dia 31- Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Veneziano Vital do Rêgo.

7:30h-Palestras: Ciência, Tecnologia e Filosofia na História das Civilizações Africanas.

Resistência Negra e Racismo Ambiental.

15:30h-Palestra- O Papel   da   Juventude   Contra o Feminicídio, Homofobia e Racismo.

19h-Palestras: Intolerância Religiosa e Violência Racial Contra o Povo de Santo.

Teatro Negro e Lutas Antirracistas.