São sete artistas de diversas regiões brasileiras para imersão gratuita de um mês na Refazenda Rio Xopotó (MG)

Texto: Divulgação

Imagem: Vitória Leona

Para promover a presença negra e indígena no futuro da arte contemporânea brasileira, a residência Travessia chega para sua 2ª edição na Refazenda Rio Xopotó, distrito de Desterro do Melo em Minas Gerais. Entre os dias 23 de julho a 23 de agosto, a iniciativa recebe sete artistas de diferentes regiões brasileiras para uma imersão de 30 dias de criação, liberdade e desenvolvimento artístico, através de atividades como passeios locais, workshops e oficinas.

A imersão acontece de forma gratuita e oferece todos os materiais necessários para a criação e desenvolvimento dos artistas. Nesta edição a Residência Artística Refazenda Rio Xopotó passa a se chamar Travessia e conta com Ivy, uma artista de 12 anos que promete ensinar tanto quanto aprender com o seu talento e olhar ainda tão curioso sobre o mundo.

“Desde a edição de 2021, nós estamos nos planejando para que a residência se torne um evento anual, com mais estrutura e suporte para que os artistas possam criar sem limitações. Antes de qualquer coisa, nós perguntamos a cada um deles quais materiais precisam, assim, não é necessário trazer nada além de sua criatividade”, conta Aniké Pellegrini, realizadora do projeto.

Durante o período na Travessia os artistas também aprofundam sobre sua existência, trocam experiências e participam do dia a dia da Refazenda, desde colheitas nas hortas, até banhos de sol e cachoeira. A alimentação fica este ano por conta do Chef Lucas Abreu, seguindo as premissas de aproveitamento máximo dos ingredientes e alimentação consciente.

O grupo também fará visita à Semana Criativa de Tiradentes e Festival Meca Inhotim, em parceria com o evento e apoio da Prefeitura de Desterro de Melo. Com o apoio da marca Mancha Orgânica, os artistas da residência ministrarão uma oficina de experimentação artística para crianças da cidade.

A 2ª edição da Residência Travessia conta com o patrocínio e apoio logístico de algumas marcas e empresas como a Fundação Be The Earth, We.Light, Flow.IN, Barkus e Positi.va; marcas nacionais de tinta Joules&Joules e Poética do Habitar, e de bebidas Baer Matte. Além da Gamblin, empresa de Portland (EUA), que apoiou a realização da residência com o envio de tinta óleo e outros materiais a serem utilizados nas imersões, e a papelaria da Universidade Federal de Minas Gerais que também contribuiu para a realização do evento.