O crime aconteceu na cidade de Tucano, interior da Bahia

Da Redação

Cliente das Lojas Americanas é investigada pelo crime de injúria racial, cometido contra a funcionária da loja, na cidade de Tucano, interior da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu no dia 26 de agosto, mas as imagens só viralizaram nas redes sociais na quinta-feira (1º). No vídeo é possível ver a cliente chamando a trabalhadora de “neguinha escrava”.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher foi identificada, além de já haver investigação das imagens internas da loja para apuração do crime. No vídeo, a cliente acusada do crime aparece no caixa de pagamento, quando começou a discussão com a funcionária. Na imagem a acusada chama a jovem de “bandida” e diz “se coloque no seu lugar, garota, antes de olhar para mim.”

A funcionária tentou se defender das agressões verbais afirmando que a cliente está “louca”, mas neste momento as ofensas racistas começam. “Eu te processo antes de você me processar de ‘neguinha’. Você me chamou de louca e eu te chamei de ‘neguinha escrava’”, diz a acusada.

Em nota, a loja Americanas diz que “lamenta o caso de racismo, e que o respeito à diversidade está entre os valores fundamentais da companhia.” O nome da acusada de injúria racial não foi divulgado pela polícia civil, assim como maiores detalhes sobre as investigações.