O projeto “Estamos Prontas”, do Instituto Marielle Franco e Mulheres Negras Decidem, tem vídeo de chamada realizado pela Kilomba Produções

Da Redação

Visando apoiar pré-candidaturas estaduais para as eleições de 2022, o Instituto Marielle Franco e o movimento “Mulheres Negras Decidem” estão fazendo do audiovisual uma ferramenta e um aliado para a campanha “Estamos Prontas”. Um vídeo produzido pela Kilomba Produções para o projeto está disponível no canal do instituto e no site do movimento.

A chamada para participação no projeto, lançada nas redes sociais e sites das organizações envolvidas, conta com imagens da própria Marielle, de parlamentares como Erika Hilton e Erica Malunguinho.

A direção e o roteiro do vídeo são de Natara Ney, integrante da Kilomba Produções. A inspiração da cineasta foi o trabalho do artista visual Yhuri Cruz, que ressignificou a imagem de Anastácia, uma mulher de ascendência africana que nasceu em Minas Gerais e viveu escravizada em meados do Século XVIII.

“Quando vi o rosto dela sem máscara, foi como se de mim também tivesse sido tirada uma mordaça. Pensei em quantas mulheres estão, neste momento, sendo silenciadas, proibidas de se expressar em sua total capacidade. A proposta do Instituto Marielle Franco é colocar um megafone para estas vozes dizerem bem alto o que pensam”, explica Natara Ney.

A trilha sonora original do vídeo é do grupo Dembaia, formado por mulheres negras. A locução é de Anielle Franco, diretora-executiva do instituto e irmã de Marielle Franco. A direção executiva e de produção do vídeo do projeto ficou por conta de Erika Candido, que também é integrante da Kilomba Produções. Dos 12 profissionais envolvidos nesse trabalho, oito são mulheres negras e, dois, homens negros.

Fortalecer lideranças coletivas fornecendo subsídios para a potencialidade organizativa das comunidades ativistas que apoiam e circundam a vida política das mulheres negras; multiplicar o legado político sistematizando o passado com o intuito de fomentar a construção de um itinerário do futuro com as pistas desenhadas pela vasta trajetória de mulheres negras no ativismo político no Brasil; e qualificar o debate público desenvolvendo habilidades de articulação, agenda e mobilização para potencializar o imaginário da ocupação de mulheres negras nos espaços de decisão da sociedade. Essas são as bases da iniciativa “Estamos Prontas”.

Confira o vídeo na plataforma “Estamos Prontas” e no YouTube.