A atividade acontece no dia 19 com o tema “Pandemia do covid-19 e violência contra as mulheres negras”

Por Andressa Franco

Acontece na próxima segunda-feira (19) o Ovulário Edição Especial Julho das Pretas – Tamo Juntas, com o tema “Pandemia do covid-19 e violência contra as mulheres negras”. A Tamo Juntas foi fundada em 2016, e é uma organização feminista composta por mulheres profissionais que atuam voluntariamente na assistência multidisciplinar a mulheres em situação de violência e que possui voluntárias em diversas regiões do Brasil.

O Ovulário 2021 será transmitido pelo canal Tamojuntas no YouTube às 19h, e tem como objetivo dialogar sobre educação, participação política e funcionamento das Redes de Enfrentamento à violência contra Mulher, durante o período da pandemia. A iniciativa também busca convergir mulheres para discutir estratégias de enfrentamento às diversas situações de vulnerabilidade que a ocasião agravou.

Julho é um mês que carrega diversas agendas voltadas para a mulher negra, devido ao 25 de julho, data que marca o Dia Internacional da Mulher Negra Latina Americana e Caribenha, assim, o Ovulário busca fortalecer o debate sobre a perspectiva etnicorracial e fortalecer os laços de dororidade e compromisso na luta contra o racismo.

A programação vai apresentar três mesas: a primeira com o sub-tema “Educação”, integrada pela pedagoga Thiffany Odara, pelas professoras Sâmara Azevedo e Valdizia; a segunda mesa vai debater o “Acesso a Direitos e Politicas”, e conta com a presença de Jamile Kyanda e das covereadoras pela mandata Pretas Por Salvador, Laina Crisóstomo (PSOL), Cleide Coutinho (PSOL) e Gleide Davis (PSOL); a terceira mesa é composta por Carla Akotirene, Major Denice Santiago e Silve Elen.

A atividade, que também pode ser acessada através da plataforma Zoom, vai dispor ainda de intervenções culturais, com Rebeca Queiroz na poesia e Maya Fernandes na música. A inscrição é gratuita e conta com certificado de 4h para as inscritas.