Da Redação

Imagem: Divulgação

A Exposição Internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS) vai contar com a participação do projeto pedagógico “África aqui, acolá. África em todo lugar!”, de Rosangela Accioly, professora da Rede pública municipal de Lauro de Freitas, município da Região Metropolitana de Salvador. Rosangela é doutoranda pelo Programa de Pós-graduação Educação e Contemporaneidade da UNEB da cidade.

Não é a primeira vez que trabalhos de professoras negras de Lauro de Freitas são reconhecidos por enfrentar o racismo através de uma educação antirracista. O projeto pedagógico “Meu Cabelo, Minha Raiz” rendeu um prêmio regional, pelo Nordeste, à professora Cristiane Melo, na categoria Creche, em 2018. Dessa vez com o projeto de Rosangela Accioly em uma exposição internacional, o alcance se torna ainda maior.

“África aqui, acolá. África em todo lugar!” venceu recentemente o Prêmio nacional Arte na Escola Cidadã promovido pelo Instituto Arte na Escola. Outros 56 trabalhos de todo o mundo, que falam sobre arte, resiliência e transformação social estarão na exposição ao lado do trabalho da professora Accioly. Ainda em junho, o vídeo que apresenta o projeto vai integrar a exposição VERSUS, em cartaz na sede da ONU em Genebra (Suíça).

Assista ao documentário produzido pelo Instituto Arte na Escola sobre o projeto.