Bando de Teatro Olodum abre inscrição gratuita para Oficina de Performance Negra

Os participantes recebem aulas de teatro, música, dança e memória e identidade negra, ministradas pelos artistas do Bando

Os participantes recebem aulas de teatro, música, dança e memória e identidade negra, ministradas pelos artistas do Bando

Texto: Divulgação

Imagem: Maíse Xavier

Estão abertas as inscrições para mais uma edição da Oficina de Performance Negra, oferecida gratuitamente pelo Bando de Teatro Olodum. Há mais de uma década, a tradicional companhia de teatro negro compartilha sua linguagem artística por meio de oficinas em comunidades periféricas, formando novos talentos das artes cênicas, comprometidos com a valorização da cultura afro-brasileira. 

Os participantes recebem aulas de teatro, música, dança e memória e identidade negra, ministradas pelos artistas do Bando, em uma metodologia própria consolidada pelo grupo ao longo dos quase 34 anos de trajetória nos palcos e nas telas. Além dos mais de 30 espetáculos teatrais montados e da participação em séries e filmes, como Ó Paí, Ó, o Bando já revelou talentos como Lázaro Ramos, Érico Brás, Sulivã Bispo, Edvana Carvalho, Virginia Rodrigues, entre outros artistas. 

O ator Lucas Leto, por exemplo, que se destacou nas novelas Bom Sucesso (2019) e Pantanal (2022) da Rede Globo, participou da segunda edição da Oficina de Performance Negra, em 2014, e integrou espetáculos do repertório do Bando como ‘Relato de uma guerra que (não) acabou’ e ‘Ó Paí, Ó’.

A edição 2024 da Oficina de Performance Negra do Bando de Teatro Olodum acontecerá entre março e junho, em três núcleos: Subúrbio, no Centro Cultural Plataforma; Cidade Baixa, no Espaço Cultural Alagados; e Centro Histórico, nas dependências do Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira (Muncab), com 20 vagas em cada unidade. Ao final da formação, cada núcleo fará uma mostra e o encerramento será com um espetáculo reunindo todos os participantes. 

Para participar da oficina é preciso ter mais de 18 anos. Não é necessário ter experiência em artes cênicas e as inscrições vão até o dia 15 de março e serão por meio do Formulário Online disponível aqui. No dia 26 de março, será realizado o lançamento do projeto e Aula Inaugural da Oficina.

“Com as oficinas de Performance Negra, o Bando se conecta com os diversos públicos e movimentos artísticos da cidade, compartilhamos nossas experiências, inspiramos os talentos que estão nas comunidades negras e que são despertados nas trocas com os artistas veteranos por meio de uma metodologia desenvolvida pelo Bando”, explica o ator Fabio Santana, que  integra o Bando de Teatro Olodum desde 2002.

 

Projeto celebra Cabaré da Rrrrraça 

A Oficina integra o projeto Cabaré da Rrrrraça 25+25 busca celebrar os mais de 25 anos de estreia de um dos maiores sucessos da trajetória do Bando de Teatro Olodum. 

O projeto prevê, além da Oficina de Performance Negra, uma série de debates e a encenação do espetáculo. O Bando prepara uma nova temporada da peça para maio de 2024, com novidades como figurinos inéditos, situações atuais e convidados especiais

“Cabaré da Rrrrraça estreou em agosto de 1997 questionando o que é ser negro no Brasil, com uma pluralidade de respostas sob o ponto de vista de personagens hilários e com muita interatividade com o público”, destaca Fabio Santana, que também é arte-educador, poeta e administrador. “Questões contemporâneas são abordadas, a exemplo da presença negra na indústria cultural e mídia em geral, os obstáculos no mercado de trabalho, a hipersexualização dos corpos negros e a oferta de produtos voltados para a estética negra”, completa. 

O espetáculo já foi visto por mais de 40 mil pessoas, com mais de 300 apresentações, em Salvador e dezenas de cidades do Brasil, além de países como Portugal e Angola. 

Este projeto conta com o patrocínio da Wilson Sons, via Programa de Isenção Fiscal Viva Cultura, da Prefeitura de Salvador, Secretaria Municipal da Fazenda – SEFAZ, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – SECULT e Fundação Gregório de Mattos – FGM.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *