O material já está disponível, no formato online , e pretende contribuir para aumentar escolaridade da população trans

Texto: Divulgação

Imagem: Freepik

Com o intuito de  promover a inclusão, inserção de pessoas trans e travestis nas escolas brasileiras, a organização TODXS lançou na última segunda-feira (06), a cartilha TODXS Escolas. 

O material foi construído de forma colaborativa por pessoas da comunidade LGBTQIA+, especialistas em diversidade e inclusão e em pedagogia aliando perspectivas diferentes. 

O guia pretende auxiliar gestores, professores, estudantes, equipe pedagógica e familiares, para a construção de um ambiente escolar mais inclusivo e  saudável  para as pessoas trans da comunidade escolar.

O público vai encontrar na cartilha assuntos como, desmistificação da comunidade LGBTQIA+, compreensão da transfobia nas escolas, bullying e propostas político-pedagógicas contra transfobia.

A especialista em diversidade e Inclusão da organização TODXS, Amanda de Moraes,  explica que a publicação é uma maneira de quebrar, por meio da informação, os ciclos de violência pelos quais pessoas LGBTIA+ passam. 

“Infelizmente, os primeiros espaços em que nos violentam são em casa ou na escola. Ainda mais nesse começo de autopercepção de sexualidade e identidade de gênero, pessoas LGBTI+, em especial a população trans, são justamente pessoas que necessitam ser cuidadas e amadas”, diz a especialista.

Imagem: Divulgação

De acordo com a pesquisa realizada pela ONG Todos pela Educação, apenas 25,5% das escolas de todo o Brasil têm projetos de combate à LGBTfobia e ao machismo.A cartilha TODXS Escolas,  pode ser acessada neste link. A TODXS, organização sem fins lucrativos dedicada à promoção da cidadania e do protagonismo das pessoas LGBTI+,  é uma startup formada por mais de 50 pessoas voluntárias,  que visam transformar o Brasil em um país mais seguro e inclusivo para pessoas LGBTIA+.