Abordando história e atualidades, o espetáculo “Eduardo II” conta com elenco e equipe majoritariamente negra e LGBTQIAPN+

Texto: Divulgação

Imagem: Caio Lírio

De cara nova, a Cia de Teatro da UFBA estreia a temporada do espetáculo “Eduardo II” entre os dias 26 de outubro e 12 de novembro, no Teatro Martim Gonçalves (TMG), situado no bairro Canela, Salvador (BA). A encenação – que faz referências a fatos históricos para abordar questões contemporâneas como polarização política, autoritarismo, manipulação da opinião pública, LGBTfobia, misoginia, discriminação de classe e de raça – tem entrada gratuita e será apresentada de quinta a domingo, às 19h.

“Eduardo II” marca a estreia do primeiro remake da Cia de Teatro da UFBA e apresenta um roteiro inédito de João Sanches, inspirado na obra de Christopher Marlowe, na adaptação de Bertolt Brecht, e em eventos ocorridos na Inglaterra do século XIV e no Brasil contemporâneo. Thiago Romero também compõem a equipe e assina a obra, além de outros 25 integrantes, de maioria negra e LGBTQIAPN+, sendo 17 atuantes em cena.

O elenco conta com nomes como Diogo Teixeira, Manu Moraes e Hamilton Lima, bem como os professores da Escola de Teatro Cláudio Cajaíba e Mateus Schimith. Entre os membros também estão artistas-mestrandas Fernanda Silva, Diego Alcântara e Saulo Ilogoni, além de estudantes da graduação, como Cícero Locija, Leandro França, Kalu Santana, Maria Pereira, João Victor Sobral, Adrían Araújo, Ubatã, Gabriel Fayndé e Lucas Arruda. A equipe de produção inclui Luciano Bahia na trilha sonora, Daniela Botero na direção de movimento e Bergson Nunes na coordenação de produção.

Para obter ingressos, clique aqui.