Texto e Imagem: Divulgação

Na próxima quarta-feira (23/2), acontecerá o evento de certificação da 8ª turma formada pelo Curso de Redução de Danos e Referência de Campo, do Programa Corra pro Abraço, vinculado a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS). O evento ocorre a partir das 9h, no Sindiquímica, localizado na Rua Marujos do Brasil, 20 , Tororó, Salvador (BA). Também haverá transmissão online, por meio do canal do programa no Youtube.

Ao longo de oito edições, o Corra certificou 122 redutores de danos em Salvador. Com o tema “Redução de Danos: garantia de direitos e cuidado em liberdade”, a certificação contará com a participação da socióloga e ativista dos Direitos Humanos Vilma Reis, e da psicóloga Patrícia Flach, da Defensoria Pública do Estado da Bahia. A abertura contará com a participação do Secretário da SJDHDS, Carlos Martins e o debate será mediado pelo redutor de danos do Corra Juventude Igor Mesquita.

O Curso de Redução de Danos e Referência de Campo surge no sentido de multiplicar as práticas de cuidado nos territórios que o Programa atua, a partir da identificação das pessoas com potencial para cumprir esse papel. O Corra pro Abraço atua na perspectiva da Redução de Riscos e Danos que incide na promoção de saúde e garantia de direitos, através de um olhar para os sujeitos em sua integralidade. A formação em RD também extrapola as bordas dos cursos, para as práticas do dia a dia dos assistidos com o Programa e com a rede.

A Redução de Danos surge com fôlego no Brasil nos anos 80 como estratégia de contenção do vírus do HIV, com uma primeira experiência como política pública na cidade de Santos. A Redução de Danos foi adotado como paradigma e diretriz nacional em 2003, com a instituição da Política de Atenção Integral em Saúde ao Usuário de Álcool e outras drogas do Ministério da Saúde. Em 2019, a Câmara de Vereadores de Salvador aprovou o Projeto de Indicação 335/2019, que dispõe sobre a regulamentação da profissão de Redutor de Danos, tema de uma audiência pública realizada na casa legislativa em outubro de 2021.

“O uso de álcool e outras drogas em contextos de extrema vulnerabilidade socioeconômica frequentemente aparece associado a estigmas, negação de direitos, empobrecimento, questões de saúde mental, processos intensificados por violências estruturantes como o racismo, o machismo e a homofobia”, explica o coordenador-geral do Corra, Frank Ribeiro. “São múltiplos fatores que atravessam as histórias destas pessoas e as práticas de RD, bem como a estratégia da arte-educação, muitas vezes funcionam como um primeiro passo para que elas tenham no horizonte a possibilidade de condições melhores de vida”, conclui.

A certificação acontece das 9h às 12h, no Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, Plástica e Farmacêutica do Estado da Bahia – Sindiquímica, no bairro do Tororó, em Salvador. O Programa Corra pro Abraço é uma iniciativa do Governo do Estado da Bahia, vinculado à Superintendência de Política sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis (Suprad) da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).