O prêmio é de 2 milhões para cada cineasta, ao  menos, três obras serão de direção de mulheres negras, e duas de mulheres indígenas.

Por Patrícia Rosa

Imagem: Divulgação

As inscrições para o Edital Ruth de Souza de Audiovisual estão abertas  até  às  18 horas do dia 14 de julho. A iniciativa é do Ministério da Cultura (MinC),  por meio da Secretaria do Audiovisual (SAV), em celebração ao legado da atriz negra e  carioca, que foi a grande dama da dramaturgia brasileira.

O projeto selecionará dez propostas de produção independente de obras cinematográficas brasileiras de longa-metragem de ficção, com temática livre, dirigidos por mulheres cis ou transgeneros. Ao menos, três obras serão de direção de mulheres negras, e duas de mulheres indígenas. O investimento total é de R$ 20 milhões de reais, cada premiada receberá o prêmio de R$2 milhões de reais. Serão escolhidas duas obras de cada uma das cinco regiões do país (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste).

O objetivo do edital é  estimular a  participação de mulheres na direção de filmes brasileiros a investir em obras audiovisuais que promovam a igualdade de gênero e expandir  o número de produções dirigidas por pessoas negras e indígenas. As candidatas devem preencher o formulário de inscrição do Sistema Mapas Cultura.

Ruth de Souza foi a primeira atriz negra a atuar no Theatro Municipal e a primeira brasileira indicada a um prêmio internacional de cinema.