Por Andressa Franco

Imagem: Rovena Rosa/Ag. Brasil

Está marcada para a próxima quarta-feira (7) às 11h uma manifestação na Praça Tomé de Souza, no Centro Histórico de Salvador (BA) contra o Marco Temporal. O Marco foi aprovado na Câmara dos Deputados como Projeto de Lei 490, e será votada no Senado agora como PL 2903.

Seguir o critério do marco temporal significa passar a considerar o ano de 1989 como marco para o reconhecimento da ocupação dos territórios indígenas, desrespeitando o direito originário à terra.

A manifestação é convocada pelo Movimento Salvador é Indígena, que realiza atos em prol da causa indígena em Salvador desde 2021. Trata-se de uma mobilização nacional, com protestos em diversas cidades pelo país. Em Salvador, o ato prevê falas de indígenas, organizações e coletivos, além de intervenções artísticas.

Dentre os objetivos da ação está sensibilizar a população para a tentativa de violação dos direitos indígenas e demais povos que estão em processo de demarcação de suas terras, como também alertar sobre os problemas ambientais da cidade de Salvador e áreas metropolitanas.