Lorena Foxx estava desaparecida desde o dia 23 de fevereiro. Ela foi vista pela última vez ao entrar em um carro com dois homens

Por Redação

O corpo de Lorena Fox, de 27 anos, foi encontrado em um matagal da cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA), na última quarta-feira (1). A jovem trans estava desaparecida desde o dia 23 de fevereiro. 

Lorena era de Alvorada do Norte (GO) e morava em Luís Eduardo Magalhães. Ela foi vista pela última vez entrando em um carro com dois homens, próximo da antiga rodoviária da cidade. 

Thaynnara Sabath, irmã da vítima, se pronunciou nas redes sociais pedindo justiça pelo assassinato brutal. “Eu estou inconformada, estou sofrendo muito. Se alguém souber de qualquer informação de quem fez isso, denuncie. Diga para a polícia. Eu quero justiça, eu preciso de justiça. Ela foi tirada de mim, tiraram tudo o que eu tinha. Minha irmã era tudo o que eu tinha na minha vida.”

O assassinato está sob investigação da Polícia Cívil,  a autoria do crime segue desconhecida. A jovem morreu aos 27 anos.  O Dossiê: Assassinatos e Violência Contra Travestis e Transexuais Brasileiras em 2020,  indica que a expectativa de vida de pessoas trans  é de 35 anos. 

A Bahia foi o segundo estado com mais casos de assassinatos de pessoas transexuais e travestis no Brasil em 2021, de acordo com levantamento da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra).