Impactos de operações policiais na vida de crianças e adolescentes são observadas em todo o país. Na Bahia, só em 2023, foram registradas 13 crianças vítimas da violência armada, segundo Instituto Fogo Cruzado.

Por Andressa Franco

Imagem: Reprodução Correio

No primeiro dia de outubro deste ano, mês em que se comemora o Dia das Crianças, o Instituto Fogo Cruzado registrou a 13ª criança vítima da violência armada em Salvador e região metropolitana em 2023: três mortas e 10 feridas.

Na Bahia, nomes como os de Geovanna Nogueira, Joel Castro, Mirella Barreto, Micael Menezes, Ryan Andrew e Gabriel Silva se somam em uma longa e triste lista de crianças assassinadas em operações da Polícia Militar ao longo dos anos. 

Das 13 crianças, quatro foram baleadas enquanto ocorriam operações policiais e quatro foram baleadas em meio a disputas entre grupos armados. Cinco das vítimas foram registradas como atingidas por “bala perdida”, sendo que entre elas quatro foram atingidas em ações policiais.

Março foi o mês que mais acumulou casos de crianças baleadas, com cinco crianças feridas, e julho, o mês de registro da primeira morte. Em julho, o Instituto registrou a morte de Gabriel Silva da Conceição, de 10 anos, baleado no rosto na porta de casa, durante uma ação policial no município de Lauro de Freitas.

Verifique a lista de crianças baleadas na Bahia em 2023:
  • 26/02, Menino, 2 anos – Ferido por bala perdida durante ação policial na localidade da Fonte do Capim, no bairro da Fazenda Grande do Retiro, em Salvador.
  • 03/03, Menino e menina de 7 anos e menino de 9 anos – Feridos durante um evento de rua tipo “paredão”, na localidade do Alto do Macaco, no bairro Beiru Tancredo Neves, em Salvador.
  • 30/03, Menina, 4 anos – Três pessoas de uma mesma família foram mortas e uma menina foi ferida por arma de fogo dentro de casa, no bairro do Parque Verde II, município de Camaçari.
  • 31/03, José Pedro Nascimento, 6 anos – Ferido por bala perdida dentro de casa, durante uma ação policial na localidade do Buracão, no bairro de Beiru Tancredo Neves, em Salvador.
  • 21/04, Douglas de Jesus Silva, 6 anos – Ferido em via pública por bala perdida durante ação policial no bairro da Saramandaia, em Salvador.
  • 30/06, Menina, 6 anos – Ferida por bala perdida em um tiroteio em meio a disputa, que deixou um morto e 4 baleados no Alto das Pombas, em Salvador.
  • 23/07, Gabriel Silva da Conceição Júnior, 10 anos – Morto por uma bala perdida na porta de casa, durante uma ação policial em Portão, Lauro de Freitas.
  • 20/08, Bryan Cerqueira Galvão, 1 mês de vida – Morto junto a três homens na localidade de Tubarão, no bairro de Paripe, subúrbio de Salvador.
  • 20/08, Criança não identificada, 2 anos – Ferida em um ataque no bairro de Coutos, subúrbio de Salvador.
  • 23/09, Criança não identificada, de nome e idade não revelados – Ferida em um ataque no bairro Caboclo em Pojuca.
  • 01/10, Sarah Sofia, 6 anos – Morta dentro de casa com um tiro na cabeça, por um grupo de homens armados, no bairro da Mata Escura, em Salvador