O acusado pelo assassinado seria filho da prefeita da cidade de Pau Brasil, segundo informações da Polícia Civil

Por Daiane Oliveira

Imagem: Arquivo Pessoal

A Delegacia Territorial (DT) de Pau Brasil investiga o assassinato do adolescente indígena, Daniel de Sousa Santos, de 17 anos, no sul da Bahia, no último sábado (15). O crime aconteceu em uma área de proteção da cidade de Pau Brasil, quando o adolescente foi baleado durante uma discussão envolvendo gado. O suspeito foi ouvido e liberado. Segundo informações do G1, o acusado do assassinato seria filho da prefeita da cidade.

No depoimento o acusado alegou legítima defesa, sendo liberado em seguida por já estar fora do prazo de flagrante. Ainda segundo a polícia da cidade em entrevista ao G1, o homem trabalhava no ramo da engenharia e tinha posse de arma de fogo. A arma utilizada no crime foi encaminhada para perícia.

O caso segue em investigação pela Polícia Civil. A Terra Indígena Caramuru Paraguaçu é de usufruto do povo Pataxó Hã-Hã-Hãe, localizada entre os municípios de Camacã, Pau Brasil e Itaju do Colônia, no Sul do estado.

Violência contra indígenas na Bahia

Dois jovens Pataxó, Samuel Cristiano do Amor Divino, de 25 anos, e Nawir Brito de Jesus, 17 anos, foram executados em Itabela, extremo Sul da Bahia, em janeiro de 2023. Os dois foram mortos a tiros na região onde está localizada a terra indígena Barra Velha. O crime aconteceu 11 dias depois de iniciada a retomada das fazendas Condessa e Veneza, sendo parte de uma escalada de ataques que o Povo Pataxó vem sofrendo desde junho do ano passado, quando iniciaram o processo de autodemarcação nas Terras Indígenas (TI) de Barra Velha e Comexatibá.

Em setembro de 2022, Gustavo Silva da Conceição, de 14 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça, durante um ataque à Aldeia Alegria Nova, localizada no território indígena, Comexatiba Cahy Pequi, na cidade de Prado (BA). Outro garoto de 16 anos levou  um tiro no braço, foi atendido e liberado. A violência é investigada pela Polícia Federal,  que já cumpriu três mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão nas cidades de Teixeira de Freitas, Itamaraju e Porto Seguro, no extremo sul da Bahia.